quinta-feira, 28 de abril de 2011

$$$$$ poupando e administrando desde pequeno

No fim do ano quando estivemos na Bahia, vovó presenteou o Davi com um cofrinho (lá eles chamam de minhaeiro) e desde então, temos ensinado (principalmente o papai poupador) nosso pequeno a depositar moedinhas lá. Ele não pode ver uma moeda, que já pede. Ele caminha em direção ao quarto e fica esperando que peguemos o cofrinho que está num lugar alto. Com um sorrisão nos lábios, faz seu depósito ainda bate palminha quando consegue encaixar a moeda.
Vovó que esteve aqui neste final de semana, achou tão fofo o jeitinho dele que toda hora dava uma moeda pra ele ir lá colocar. O cofrinho está quase cheio...hehehehe

Apesar de ter bons exemplos em casa, uma mãe super controlada nos gastos e um pai que só fazia as coisas quando realmente podia, quando pequena eu não fui estimulada a poupar. Não tive mesada e não aprendi desde cedo a administrar meu dinheiro. Quando comecei a trabalhar aos 18 anos eu só pensava em torrar tudo que recebia. Hoje sou um pouco mais controlada, mas só um pouco...rsrs  (Precisava seguir o exemplo da Jojo do blog  Um Ano sem Zara e fazer um ano sem C&A) Aff"

Sei que o Davi ainda é pequenininho para entender o valor que o dinheiro tem, mas acho importante desde cedo estimula-lo a poupar e conhecer os limites dos gastos.
Consultando sobre o assunto para colocar em prática lá em casa, encontrei dicas ótimas no Isto é Dinheiro

 

9 dicas que vão ensinar seu filho dar valor ao dinheiro

 

 1 - Criança precisa de exemplos práticos para começar a entender o valor das coisas. Se a família pretende viajar nas férias, esse pode ser um bom começo para pedir ao seu filho que participe das economias da casa para esse objetivo;

2 - Não esconda as dificuldades financeiras nem sustente um padrão de vida irreal. A criança pode se tornar um adulto que faz qualquer coisa para aparentar um poder aquisitivo que não tem;

3 - Dê mesadas com regularidade. O mais importante não é o valor, mas a regularidade dos “pagamentos”. Cumpra o que for combinado;

4 - Não impeça seu filho de gastar o dinheiro que é dele. Haverá erros e acertos, mas parte do processo de aprender a economizar o dinheiro é saber como gastá-lo. Isso inclui fazer escolhas e, eventualmente, arrepender-se;

5 - Mantenha o planejamento. Evite dar às crianças mais do que o valor da própria mesada regular. Todos devem se acostumar, desde cedo, a viver dentro do seu padrão de renda e a fazer seu orçamento pessoal;


6 - Tarefa doméstica não deve ser remunerada. Fazer isso diminui a autoridade dos pais. A criança deve ajudar em casa porque faz parte da família;


7 - Boas notas escolares não devem ser motivo de pagamento. Pagar por boas notas na escola é mostrar à criança que o importante é o resultado, e não o aprendizado;


8 - Cartão de crédito é coisa de adulto. O cartão ensina somente a gastar e nunca a economizar, que é um conceito fundamental;


9 - Ensine o valor do dinheiro. Esclareça a diferença entre querer e precisar de alguma coisa. Estimule seus filhos a comparar preços e evite comprar aquilo que elas considerarem caro, mesmo que você possa fazê-lo.

Outra matéria bem interessante achei no Gazeta On Line. Vale muito a pena ir lá e conferir na íntegra e ainda tem um teste bem bacana no final.

Vou colocar os itens que achei interessante para a fase em que o Davi está:

...de 2 a 5 anos de idade é interessante apresentar o dinheiro e o que ele compra o que desejamos. "É claro que ela não vai entender no começo e é aí que entra o cofrinho".

...é importante guardar as moedinhas e explicar muito bem que, com esse dinheiro, é possível realizar sonhos. "Escolha uma data comemorativa como o Dia das Crianças para quebrar o cofrinho e pergunte ao seu filho o que ele gostaria de comprar com esse dinheiro. É bom não gastar o dinheiro todo e comprar um novo cofrinho".

 
...é interessante orientar a criança para o fato de que nem tudo o que ele quer ou assiste na TV se pode comprar. "Aos 10 anos, seu filho vai saber para onde está indo o dinheiro dele: sorvete, figurinha, bala. É o primeiro orçamento financeiro dele. É preciso mostrar a importância de poupar parte dos recursos para realização de sonhos, como o de um brinquedo ou mesmo uma bicicleta".


Uma lição sobre dinheiro 

DE 2 A 5 ANOS

Procure conversar uma vez por mês sobre o orçamento da casa.


É claro que uma criança nessa faixa etária não vai entender muita coisa, mas é importante apresentar a ela o dinheiro e que com ele se compra as coisas.


Conte uma historinha sobre o dinheiro, que ele é uma moeda de troca.


Explique que é com o dinheiro que se conquistam as coisas.


Incentivar a guardar moedas no cofrinho é legal. Nessa fase, é importante deixar claro que guardando dinheiro é possível realizar sonhos.


Com o cofrinho, cria-se o hábito de guardar parte do dinheiro que vai passar pelas mãozinhas da criança.


Escolha uma data comemorativa como o Dia da Criança para quebrar o cofrinho. Talvez ela ainda não saiba contar, por isso, divida as moedas por tamanho.


Pergunte o que a criança quer comprar com o dinheiro: chocolate, figurinha, bala. Desta forma, ela vai entender que poderá comprar o que deseja com o dinheiro que foi guardado.


Depois disso, faça outro cofrinho para continuar guardando. Essa atitude vai amadurecendo a criança a poupar e conquistar as coisas, além de sentir o poder de compras.

Além de fazermos nossa parte em casa, a educação financeira, tinha que fazer parte do currículo escolar, vcs não acham????  Acredito que teríamos crianças e adultos mais conscientes e menos consumistas...
E aí, como que vcs tratam ou pretendem tratar deste assunto em casa com os filhos? 

quarta-feira, 27 de abril de 2011

E a família está crescendo...

Davi, a gravidíssma Thais e o papai Luis
Calma que a ainda não é desta vez que a mamãe aqui anuncia a chegada de um irmãozinho para o Davi...rsrs
Na verdade vim contar que serei tia 2 vezes este ano.
Minha cunhada, esposa do meu irmão está gravidinha e já tinha contado aqui, agora minha cunhada, irmã do Jú está gravidíssima também e sabem pra quando são os 2 bebês? Para o mês de novembro, o mesmo mês em que o Davi nasceu. Tô sentindo que o mês de novembro será movimentadíssimo e cheio de muitas emoções :)
Sejam bem vindos babies da titia

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Nosso feriado

Nossos dias foram ótimos, graças a Deus!
Vovó veio da Bahia pra nos visitar e curtir um pouquinho o nosso pequeno.
Passamos dias tranquilos, com muitos passeios gostosos e comidas engordativas.
Ficamos por aqui mesmo. Foi ótimo, pq os shoppings estavam praticamente vazios, os restaurantes sem fila de espera e o transito uma belezinha.
Vovó viu o quanto Davi está sapeca, inteligente, habilidoso no andar, manhoso e falante. Ela se divertiu muito com nosso furacaozinho.
Davi no início ficou tímido mas depois se soltou com a vovó. Brincou bastante mas o foco mesmo foi o papai. Ele não quer saber de mais ninguém a não ser o papai. Acho lindo ver os dois juntos, brincando e correndo pela casa e fico emocionada e agradecida a Deus por te me dado um filho tão lindo e saudável e um pai tão dedicado. Isso não tem preço!
Meu pequeno está gripadinho, encatarrado, com uma tossezinha chata e na 6ª feira teve febre. Ontem depois de deixarmos minha sogra no aeroporto, passamos no hospital. A médica disse que não tinha nada evidente para que indicasse um antibiótico, mas solicitou que fizéssemos uma inalação lá no hospital e depois uma aspiração. A mamãe inocente achando que eles iriam usar aquela bombinha de sucção, na hora que viu as mangueirinhas e a enfermeira dizendo que colocaria aquilo no nariz do menino até chegar à garganta, quase teve um treco. Foi horrível. Meu pequeno chorou muito mas depois veio o alívio pra ele que pode respirar melhor e para a mamãe e o papai que não aguentava mais presenciar aquela cena. Logo depois do ocorrido ele nem lembrava mais da dor, queria mais era correr e brincar. Coisa boa é ser criança, não é?
Ah...os chocolates não foi desta vez que ele experimentou. Quem sabe na páscoa do próximo ano, né? Mãezinha ruim...rs
Bjs e uma semana abençoada pra vcs!

As lembrancinhas da prozinhas foram chocolates da Cacau Show. Não consegui fotografar pois para variar deixei pra última hora e entreguei na correria. Mas deu tudo certo e elas adoraram :)

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Amor à primeira vista

Sábado fomos passear no shopping. Davi, todo independente não queria saber de dar as mãos nem para a mamãe e nem para o papai. Mas no meio do caminho ele se deparou com uma gatinha e se apaixonou. Foi impressionante o encantamento dele pela menininha e dela por ele. Pareciam até que já se conheciam. Fizeram carinho, conversaram na língua deles, pegaram na mão um do outro e saíram caminhando pelos corredores do shopping. Não tinha quem não admirasse aqueles dois pingos de gente caminhando de mãos dadas. Engraçado é que ele já tinha “trombado” com outras crianças, mas com nenhuma ele teve a atitude que teve com a Manuela. Eram eles andando e os pais babando atrás achando tudo uma gracinha. Tentamos duas despedidas em vão, eles não queriam se largar. Quando decidimos que era hora da brincadeira acabar, o Davi até foi bem compreensivo, se despediu direitinho, deu tchau, mandou beijinho, mas a Manu chorou muito. Deu dó ter que separá-los, mas não tinha muito jeito. Já estava ficando tarde e cada um tinha que tomar seu rumo. Não trocamos telefone, só ficou mesmo a lembrança de um momento puro e encantador.


E esse olhar ????


Não sei o que ele disse pra ela, mas pelo jeito ela não gostou muito...rs

Ela chorando ao se despedir

  video

Reparem neste vídeo o carinho que ele faz no rosto dela e isso se repetiu umas 4 vezes durante todo o passeio deles. Muito fofo!!!

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Alguma dica de mimos para páscoa?

A páscoa está chegando e com ela a preocupação do que darei para as professoras da escola do Davi. Acho sempre muito gentil em datas como dia das professoras, natal e páscoa, oferecer nem que seja um bombom, afinal elas estão cuidando do meu bem mais precioso.
Daí que esses dias me apaixonei por uma mini xícara que tem na Tok Stok com tema páscoa. Vi primeiro no encarte quando passei pelo shopping e no outro dia fui lá já com a intensão de comprar. De cara me decepcionei com o tamanho, era mini, mas muito mini mesmo. Não cabia nenhum bombom, mas mesmo assim achei tão fofo que acabei comprando para dar para as prozinhas e para a mocinha que atende o telefone que é sempre muito gentil e solícita quando ligo pra saber como ele está. 
Pensei, coloco gotinhas de chocolate dentro, faço uma embalagem com celofane, coloco uma fitinha com uma tag e pronto! Uma lembrancinha fofa e bem em conta, já que as mini xícaras custam R$ 3,50. Mas cheguei em casa, fiz o teste com uma e desapaixonei. Achei que ficou muito sem graça. Devolvi tudinho e troquei por um saco de organizar que fecha a vácuo kkkkkkk Ainda vou testar se funciona mesmo e depois conto aqui.

 Pensando numa lembrancinha fofa, gostosa e que não pese muito no bolso me deparei no maldito shopping com a Woondercake que faz cupcakes lindossssssss. É de encher os olhos de tão lindos que são e só me restava agora saber se eram bons, né?!?!? desculpa pra quem quer fugir do regime Experimentei um e achei MARAVILHOSOOOOOOOO, sem contar que vem numa caixinha super linda. Ainda não decidi por eles, depois das mini xícaras prefiro ser menos impulsiva, até pq não dá para devolver caso me arrependa, não é? Ainda quero ir na Cacau Show que sempre tem opções boas e com preços razoável.
E aí meu povo, alguma dica BBB? Boa, bonita pq o visual pra mim conta muito e barata?


sexta-feira, 8 de abril de 2011

O BEM E O BOM PREVALECEM


"Aja como se você fizesse diferença. Por que? Porque você realmente faz.  
William James
 
Os momentos mais difíceis da vida o ensinam que você pode ser mais forte do que achava que pudesse ser. É sempre bom e saudável você se lembrar disso. Quando o pior acontece, é quando você tem a oportunidade de ser e demonstrar o seu melhor. Jamais se esqueça de quando os desafios parecem ser intransponíveis e a esperança algo prestes a desaparecer, uma nova e mais forte esperança está firmando a sua raiz.

Apesar dos eventos o ferirem profundamente, nada pode lhe roubar a habilidade de você se conectar com o bem e o bom que a vida amplamente lhe oferece. O bem e a bondade são reflexos na natureza, expressão marcante de um Deus bom, que ama o bem e que está presente e ativo neste mundo, mesmo em meio ao caos promovido pelo ser humano decaído.

Em cada segundo da vida, o bem e o bom sempre prevalecem. Quero encorajá-lo a dirigir seus pensamentos – hoje - nessa direção, porque – a despeito de tudo que você vê estampado na mídia – o bom e o bem excedem em teor e magnitude.
 
Nélio DaSilva
 
Para Meditação:
Como são felizes os que obedecem aos seus estatutos e de todo o coração o buscam! Não praticam o mal e andam nos caminhos do Senhor. Salmos 119:2-3

terça-feira, 5 de abril de 2011

Birra no supermecado


E depois de ter ficado a coisa mais fofa do mundo e a mamãe aqui ter se desmanchado todinha de tanto orgulho por ele ter ser comportado bem durante o corte da juba, fomos ao supermercado.
Antes sua maior diversão era quando o papai o colocava dentro do carrinho e saia correndo pelos corredores, ele se acabava de rir e não queria sair de dentro. Agora, quem disse que ele quer ficar no carrinho??? Ele quer mesmo é andar sozinho, correr pelos corredores, se esconder no meio das roupas, pegar e derrubar tudo que vê pela frente. Não dá para vacilar um só segundo pois a criança não para quieta. 

 Sábado ele se apoderou desses dois carrinhos e saiu puxando pelo corredor. Achamos engraçado, bonitinho (tiramos até fotinho) até que chegou a hora de irmos embora e ter que tirar das mãos dele.  Sabe aquelas cenas de supermercado, da criança esperneando no chão que vc acha que nunca vai passar por uma? Pois é...ele se jogou no chão, esperneou, peguei-o no colo na tentativa de acalma-lo e nada. Esperneou, se jogou e fez um verdadeiro escândalo. Que ele tem feito suas birras não é mais novidade pra quem me acompanha, mas em local público foi a primeira vez. Sob olhar de reprovação (o mesmo que tinha antes) eu queria era sair correndo de tanta vergonha. Não sabia onde enfiava minha cara e meu bom humor, escorreu pelo ralo. Voltei muito brava pra casa só pensando na situação.
Minha vontade era de nunca mais leva-lo pra fazer compras, mas por outro lado penso ser uma ótima oportunidade de ir mostrando os limites, mesmo que as vezes seja necessário passar por uma situação constrangedora e que se exploda quem estiver olhando com reprovação. Não adianta simplesmente deixar de sair, de frequentar lugares públicos, de ter vida social só para não correr o risco de passar vergonha. Será na prática que ele aprenderá o que é certo ou errado.
Só peço a Deus que nesses momentos de birra eu saiba administrar com sabedoria, equilíbrio, firmeza e muito amor.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

O primeiro corte

Papai não estava totalmente convencido. Avós, titios e titias achavam que ele estava lindo,  mas a mamãezinha aqui já não aguentava mais toda aquela cabeleira. Sem contar o trabalho que estava dando todas as manhãs para deixa-la “apresentável” para ir pra escolinha.  
Sábado, levamos nosso leãozinho para cortar a juba. E para comemorar este momento em grande estilo o levamos num salão infantil lindo, colorido e cheio de brinquedos para distrair os pequenos.
De olho no DVD da galinha pintadinha (sua mais nova paixão) e fuçando no brinquedo em seu colo, Davi não deu um pingo de trabalho e se comportou como um verdadeiro homenzinho.



Não ficou lindo, com carinha de homenzinho?





E ainda saiu com um certificado fofo e com uma mechinha dos cachos de lembrança.

Uma bela recordação, não é?